Impelliteri – vale a pena conhecer

p.s.: esse post é antigão. A realidade de hoje é bem diferente. Mas o caso é interessante, assim mesmo.

Há algum tempo atrás eu saí à caça duma boa banda de metal para eu ouvir. Eu tinha em mente uma série de pré-requisitos:

-o som deveria ser de primeira;

-as letras deveriam ser evangélicas *mesmo*. Nada de crítica social nem nada. Quando a gente procura música de crente, a gente quer músicas que falem a respeito de Cristo.

-a banda deveria ter uma postura decente

E lá fui eu. Stryper: o som é ridículo. Mortification: aquilo é música? White Cross: é um sofrimento e tanto achar isso na internet. Por fim, cheguei ao Impelliteri.

Impelliteri é uma banda de hard rock, embora alguns a classifiquem como white metal. Há, de fato, algumas músicas que são bem white metal, mas, no geral, a banda faz mesmo é um hard rock muito bem caracterizado.

Depois de ver que o som dos caras era bom, corri atrás das letras e descobri uma coisa bem interessante: é possível dizer que há duas versões de Impelliteri: crente e mundana. A versão crente é representada por qualquer álbum cujo vocalista seja o Rob Rock (ou seja, Impelliteri, Grin and Bear It, Victim of the System, Answer to the Master, Screaming Symphony, Eye of the Hurricane, Fuel for the Fire e Crunch). A versão mundana é o resto.

Parte boa: a maioria dos álbuns é com o Rob Rock. Parte ruim: isso prova que o Chris Impelliteri é capaz de fazer idiotices incríveis.

No geral, letras muito boas e um som ótimo. Só é uma pena que os solos do Impelliteri são virtuosos, mas insossos. Eu lembro que, quando ouvia Metallica e Megadeth, eu decorava os solos. Impelliteri só detona com a guitarra, mas não chega, geralmente, a criar solos que falem algo, contem uma história, e fiquem na memória.

Enfim, eis uma banda muito boa pra quem é crente e curte som pesado.

Dicas de músicas excelentes:

Slay the Dragon

Wasted Earth

Ball and Chain (essa tem uma letra “esquisita”, mas nada de mal)

Master of Disguise

Eye of the Hurricane

Answer to the Master

Power of Love

etc.

Se quiser baixar os álbuns, vá no http://www.4shared.com e procure por “impelliteri antonio”.

Anúncios

3 Comentários »

  1. FFGN said

    Mininu! Stryper é paw(Glam/Hard/Heavy), os kras são de DEUS! HuaHuaHua
    Mortification(Death/Grind) só presta os 2 primeiros e p classico Scrolls Of The Meggiloth. Brutalidade do Céu!
    Impellitteri(Power NeoClassico), linha Malmsteen/Rising Force, o Chris Impellitteri é mostro, o novo cd já está sendo gravado com Rob Rock nos vocais, Melhor cd que eu acho é: Screaming Symphony(As musicas de DEUS mesmo). Agora só o System X é totalmente mundano, os outros tem algumas musicas cristãs, mais o resto só JESUS HuaHuaHua
    Te indico tb Barren Cross(Heavy com influencias Hard) tb muito de DEUS. Narnia é classico HuaHuaHua tem duas fases Power e NeoClassico mais banda totalmente cristã.
    Tem o Bride tb, que os 2 primeiros cds são Heavy Metal, mais os outros eles viajam no Blues e HardRock. Jerusalem otima banda da AOR, um dos pioneiros do rock Cristão, Angelica(HardRock) que o primeiro album é Rob Rock no vocal, Muito bom. Eu poderia lotar aqui de comments indicando bandas tr00ments cristã protestantes.

    Intão irmão, A Paz do Senhor e que ELE te abençoe! Kra!!!

    ACESSE: http://wWw.CMFreak.Net (Forum de Metal Cristão e Positive)

  2. Cléber said

    Opa! Que comentário legal. Esse é do tipo que eu mesmo posso comentar, hehe!
    Cara, eu ouvi o “Scrolls Of The Meggiloth” e achei muito ruim. Pelo que lembre, o “quase bom” que eu ouvi foi um dos últimos. Mas é aquela coisa: não curto o estilo.
    Já ouvi Barren Cross, mas acho meio fraquinho. As músicas são meio chatas. O problema é que a gente sempre tende a comparar aquilo com Iron Maiden, já que o vocal lembra bastante o do Bruce Dickinson. Daí o Barren Cross leva um pau (IMHO).
    O baterista e o baixista/vocalista da minha banda são fãzassos de Narnia. Eu vejo que é uma banda e tanto, é verdade, mas não me prendeu muito. E os caras ainda ficam indignados comigo porque eu detestei o “Long Live to the King” e prefiro o “Awakening” e “The Great Fall”.
    Jerusalem eu ouvi ontem mesmo, e achei um saco.
    Quanto à volta do Rob Rock: UHULL! Minhas orações foram ouvidas. Resta esperar pra ver se os caras voltam com toda a força. É fato, o Screaming Symphony é absurdamente bom, tanto nas letras quanto nas músicas. Mas o meu preferido ainda é o “Victim of the System”, embora eu ache muito tosco uma banda cristã cair para o nível da crítica social não embasada na Palavra…
    Enfim, já sou membro do cmfreak. Esse post é antigão, agora já estou mais “imerso” no metal cristão. Meus preferidos, hoje:
    -Bloodgood;
    -Holy Soldier;
    -Lazarus (a banda americana que mudou de nome, mas nunca lembro qual é);
    -Boanerges;
    -Seventh Avenue;
    -Impelliteri (só os álbuns com o Rob Rock);
    -White Cross (só os álbuns antes do “In the Kingdom”);

    Valeu!

  3. Cléber said

    Só corrigindo: “Victim of the System” é a melhor *música*, na minha opinião. O álbum não é o melhor…

RSS feed for comments on this post · TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: